segunda-feira, 22 de julho de 2013

LEIS NOÉTICAS, UMA DOUTRINA DE HOMENS




Leis Noéticas, Uma Doutrina de Homens

Introdução:

Muitos pensam que é só no cristianismo que encontramos heresias e doutrinas de homens, tudo bem que a igreja de Roma bateu o record em criar heresias e preceitos meramente humanos, sem nenhum apoio bíblico, porém esta qualidade não é só do cristianismo, o judaísmo rabínico também tem o seu arsenal de doutrinas de homens e uma delas são as famosas e fantasiosas tais "Leis Noéticas", bem como o conceito equivocado dos "B'nei Noach", neste artigo veremos, com a ajuda da Torah Sagrada e das Escrituras que tais conceitos não existem e não passam de doutrinas meramente humanas, com finalidades espúrias.

Objetivos:

* Desmistificar este conceito errôneo que tem gerado confusão na mente dos neófitos convertidos.

* Tirar dúvidas daqueles que se convertem ao Eterno.

* Mostrar que o gentio convertido tem o mesmo valor que um judeu diante do Eterno.

* Jogar por terra o conceito de B'nei Noach que torna o convertido em um cidadão de segunda classe e membro inferior dentro da Congregação do Eterno.

* Apresentar dentro das Escrituras hebraicas o verdadeiro conceito de Conversão.

O Patriarca Noach(Noé) foi realmente um legislador??

Quando se fala em "Leis Noéticas" ou "B'nei Noach" o estudante da Bíblia se volta logo para as Escrituras tentando encontrar onde tais palavras ou conceito se encontram, porém frustam-se em saber que tais conceitos não existem, então vem a pergunta: Noé foi um legislador?? Ele escreveu realmente um corpo de leis para a humanidade?? Vamos deixar que as Escrituras respondam estas perguntas:

"Noach/Noé estando na Graça foi achado pelo Eterno, aqui está a história de Noé. Noé era um Tzadik(justo) e íntegro entre os seus contemporâneo, Noé andava com o Eterno" (Bereshit/gênesis 6:8 e 9)

Neste texto, mostra a vida de Noé antes do dilúvio, as Escrituras dizem que Noé era um Tzadik muito íntegro no meio daquela geração perversa, não fala NADA sobre ele ser um legislador e ter feito Leis para a humanidade, agora vamos verificar como foi Noé depois do dilúvio:

"Ora, Noé se tornou LAVRADOR e passou a plantar uma vinha" (Bereshit/gênesis 9:20)

Neste texto nos é revelado que Noé se tornara LAVRADOR e não um legislador, portanto, nada se fala sobre ele ter feito leis para a humanidade, assim ficamos sabendo que Noach jamais escreveu alguma Lei ou mandamentos que ficassem conhecidos pelo seu nome, então vem outra pergunta: Quem inventou as tais "Leis Noéticas"????

Doutrina e mandamentos de homens:

Toda doutrina meramente humana, por mais que seja formulada com uma boa intensão, porém, como não se baseia nos ensinos sagrados das Escrituras acabam por ser tornar prejudiciais a alguém ou a alguma classe de pessoas, é costume do homem  tentar dar uma ajudinha a D’us criando regras para reforçar os Preceitos divinos, mas sempre os resultados são drásticos, os perushim/fariseus do passado eram  expert em criar mandamentos de homens usando Mandamentos da Torah, eles pegavam alguns Preceitos divinos da Torah e ENXERTAVAM com preceitos de homens, o resultado era sempre um prejuízo a uma certa classe de pessoas que deveria ser beneficiadas pelos Mandamentos do Eterno e acabavam sendo prejudicadas por estes mandamentos criados pelos fariseus, Yeshua combateu fortemente esta prática farisaica em todos os seus ensinamentos, vejamos algumas advertências de Yeshua:

“Os fariseus e alguns dos sábios da Torah, vindos de Jerusalém, reuniram-se a Yeshua e viram alguns dos seus talmidim comerem com as mãos impuras, isto é, por lavar.....Então os fariseus e os mestres da Torah perguntaram a Yeshua: ‘Por que os seus talmidim não vivem de acordo com a tradição dos líderes religiosos, em vez de comerem o alimento com as mãos impuras?” Ele respondeu: Bem profetizou Isaías acerca de vocês, hipócritas; como está escrito: ‘Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. Em vão me adoram; seus ensinamentos não passam de regras ensinadas por homens’. Vocês negligenciam os mandamentos de Deus e se apegam às tradições dos homens. E disse-lhes: Vocês estão sempre encontrando uma boa maneira de pôr de lado os mandamentos de Deus, a fim de obedecerem  às suas tradições! Pois Moisés disse: ‘Honra teu pai e tua mãe” e “Quem amaldiçoar seu pai ou sua mãe terá que ser executado”. Mas vocês afirmam que se alguém disser a seu pai ou a sua mãe: ‘Qualquer ajuda que vocês poderiam receber de mim é Korbano”, isto é, uma oferta dedicada a D’us, vocês o desobrigam de qualquer dever para com seu pai ou sua mãe. Assim vocês anulam a palavra de D’us, por meio da tradição que vocês mesmos transmitiram. E fazem muitas coisas como essa.” (Marcos 7:1 a 13)

Vejam como Yeshua dá uma cacetada nas doutrinas e mandamentos de homens dos parushim/fariseus, e ainda mostra como estas leis humanas prejudicam fortemente os servos de D’us. Assim são estas fantasiosas leis noéticas criadas por homens e que prejudicam  fortemente os servos D ‘us.

As fantasiosas leis noéticas:

O conceito de “leis noéticas” não existe na Bíblia e não existe nem na Torah, na verdade elas são uma criação do judaísmo rabínico aproximadamente do período do terceiro e quarto séculos da era comum, que não aceitavam e ainda não aceitam gentios conversos ao judaísmo temendo a assimilação, neste período a igreja católica perseguia os judeus severamente que tiveram de fugir para outros lugares onde a influência católica era menos incisiva, como por exemplo na região eslava, porém, nestes lugares muitos dos gentios queriam  se converter a fé judaica e assim, para evitar a assimilação, o judaísmo rabínico baseando-se no Talmud, mais precisamente no tratado Sanhedrim criou o conceito de B’nei Noach regido pelas tais leis noéticas, vejamos estas leis:

1- Creia em D'us.
2- Não blasfemar Seu Nome.
3- Não roubar.
4- Não matar.
5- Não cometer adultério.
6- Cumpra as leis do país.
7- Não coma um membro de um animal vivo.

Logo de imediato podemos perceber que alguns destes preceito encontram-se na Torah do Eterno, portanto, foram copiadas da Torah e não de uma suposta “lei formulada por Noé”, mas o mais interessante é o objetivo pelo qual estas leis foram formuladas, aparentemente parecem boas e até tem um ar de santidade, mas as aparências enganam, segundo a doutrina judaica haredi um goy/gentio não precisa cumprir a Torah do Eterno, bastam cumprir estes 7 preceitos rabínicos e pronto, a pessoa já estará salva, não precisa participar das Santas Convocações, das Festas, das Bênçãos e nem da Comunhão do povo do Eterno, a pessoa pode até conviver junto com um judeu, mas será sempre um cidadão de segunda classe, e, lhes são ensinados que o judeu, por ser filho de Abraão é superior a eles, algumas seitas haredim pregam que o gentio não é um ser humano mas sim um ser inferior, por isso têm que viver abaixo do judeu, na verdade é uma situação humilhante mas muitas pessoas por amor ao Eterno se submetem a estes preceitos e aceitam tais condições.
Porém, Adonai JAMAIS ensinou tais coisas e nem a Torah Sagrada prega este conceito, muito pelo contrário, Adonai ordena que amemos o Ger/estrangeiro simplesmente porque nós também  fomos um dia Ger/estrangeiro na terra do Egito:

“Não oprima o estrangeiro - Ger - גר -. Vocês sabem o que é ser Ger, pois vocês foram estrangeiros – Ger - גר - no Egito” (Êxodo  23:9)

“Se um estrangeiro - Ger habita convosco na vossa terra, não o molestareis. O estrangeiro - Ger que habita convosco será para vós como um Compatriota, e tu o Amarás como a ti mesmo, pois fostes estrangeiros – Ger - גר - na terra do Egito. Eu sou o Eterno vosso D’us” (Levítico 19: 33 e 34)

“Amarais os estrangeiros – Ger - גר -, pois vocês mesmos foram estrangeiros – Ger - גר - no Egito” (Deuteronômio 10:19)

Adonai proíbe terminantemente que se faça acepção de pessoas, considerando um superior ao outro, principalmente dentro da Congregação do Eterno, se um estrangeiro, gentio ou não judeu se converter ao Eterno D’us de Yisrael e fizer parte da Congregação do Eterno, será considerado IGUAL ao natural, isto é, ao judeu, sem Nenhuma diferença e com direitos de participar de todas as Celebrações, Santas Convocações, Bênçãos e Festas do Eterno:

הקהל חקה אחת לכם ולגר הגר חקת עולם לדרתיכם ככם כגר יהיה לפני יהוה – Números 15:15

Ha Qahal chuqah achat lakhem velaGer hagar chuqat olam ledoroteykhem kakhem kaGer yihyeh lifney Adonai  –  Números 15:15

“Na Congregação, haverá somente um Estatuto, tanto para vós como para o estrangeiro-Ger. É um Estatuto Perpétuo para os vossos descendentes: Como vós será o estrangeiro-Ger perante o Eterno.”  (Números 15:15)

Por estas declarações do Eterno podemos perceber o porquê de Yeshua repudiar tanto estes preceitos de homens, eles sempre prejudicam de uma forma ou de outra o servo do Eterno, estas leis noéticas e o conceito de B’nei Noach rebaixam o convertido transformando-o em um cidadão de segunda classe, o que é considerado ABOMINAÇÃO pelo Eterno, Yeshua deu autoridade para que os emissários formulassem chalachot, porém, ele deixou bem claro que qualquer chalachot JAMAIS poderia ir CONTRA ou SUBSTITUIR as Mitzvot da Torah Sagrada, isto  está  nos evangelhos, e tem mais, eu já estive lá, eu sei muito bem o que os judeus rabínicos pensam e o que eles pregam, judeu rabínico não fazem proselitismo, não ensinam nada a gentios, não pregam a Palavra, não ensinam a Torah, segundo este pensamento rabínico, somente Yisrael tem o privilégio de receber as Brachot do Eterno, os gentios tem que se contentar com as migalhas, Yeshua veio derrubar esta parede de separação que havia entre nós e os goyim, todo goy que aceita o D’us de Yisrael e recebe o Messias torna-se Um com Yisrael, participando da mesma Raiz(Yeshua) e da mesma Seiva(a Torah) da Oliveira Yisrael(Romanos 11:17)
Infelizmente como eu já disse antes, muitos grupos pseudos judaicos messiânicos estão rumando pelo caminho errado e dando com os burros n'água, o judaísmo rabínico é atraente mas está APOSTATADO, os nazarenos são judeus legítimos que saíram deste sistema apostatado, fizeram a Teshuvá ao Eterno e retornaram a nossa Fé Patriarcal ao reconhecerem Yeshua como Messias de Yisrael, somente a Torah do Eterno é a nossa Regra de Fé e prática, também aceitamos os ensinamentos do Emissários do Messias que estão todos em conformidade com a Torah Sagrada, conforme  haShaliach Kefah  declarou:

"Ora, Adonai, que conhece os corações, lhes deu Testemunho concedendo o Espírito Santo a eles(goyim), como também a nós(judeus) nos concedeu, e não estabeleceu NENHUMA DISTINÇÃO entre nós e eles, purificando-lhes pela Fé o Coração"  (Atos 15:8 e 9)

As tais leis noéticas existiam no período dos apóstolos??

Não, este conceito como é apresentado hoje não era conhecido naquele período, os judeus do primeiro século, mais precisamente os fariseus que faziam prosélitos nunca utilizaram estas supostas "leis noéticas" pois, eles convertiam diretamente o gentio ao judaísmo obrigando-os a circuncidar-se(ver Mateus 23:15 e Atos 15:5), quanto as recomendações dadas pelos emissários em Atos 15:20 para os novos convertidos Absterem-se da idolatria, da prostituição, de animais estrangulados e do sangue(Atos 15:20), foram exigências imediatas que todo gentio precisava aceitar para fazer parte da Congregação do Messias, e nunca foram conhecidas como "leis noéticas" e isto é um fato irrefutável.
Portanto, o conceito de B’nei Noach NÃO É BÍBLICO, é um conceito meramente humano e excludente criado para fazer segregações e acepções de pessoas dentro da Congregação do Eterno, o que eu considero inadimissível conforme declara shaliach Kefah:

“Então falou Pedro, dizendo: Reconheço, por Verdade , que o Eterno NÃO FAZ ACEPÇÃO de pessoas, ao contrário, em qualquer nação, aquele que o teme e faz o que é justo lhe é aceitável” (Atos 10: 34 e 35)

Quanto ao erro de alguns grupos judaicos messiânicos em querer seguir mandamentos de um judaísmo que está totalmente apostatado, isto é muito lamentável, é um equívoco muito sério, Restauração não é levar a pessoa a se voltar ao judaísmo moderno, Restauração é conduzir a pessoa ao verdadeiro judaísmo do Messias, que por sua vez veio restaurar a Qahal do Eterno, fazer Teshuvá é retornar à Congregação do Eterno e não ao judaísmo rabínico, eu sinto em dizer mas muitos grupos judaicos messiânicos estão correndo um sério riso de APOSTASIA querendo se assemelhar com ortodoxos e buscando apoio e reconhecimento por parte desta corrente judaica tradicional, já temos um exemplo de um grupo que buscou tanto o reconhecimento destes que renegam Yeshua, que acabaram mergulhando fundo na apostasia.

Conclusão:

O que mais Yeshua combateu em todo o seu ministério terrestre foram as heresias e mandamentos de homens, a primeira vista parecem coisas boas, parece que vai ajudar o crente a servir melhor ao Eterno, mas na verdade tais mandamentos prejudicam  seriamente a Fé do servo de D’us, sem falar que por si só tais mandamentos e preceitos de homens sempre VIOALAM a Torah do Eterno, como é o caso das leis noéticas que rebaixam o convertido ao Eterno em cidadãos de segunda classe contradizendo ao que a Torah ensina com respeito ao estrangeiro-Ger ou gentio-goy como também é contrário aos ensinamentos dos Emissários de Yeshua que diz:

“A saber que os gentios são co-herdeiros, membros do mesmo Corpo e co-participantes das Promessas no Messias Yeshua por meio da Besorat hatsalah-boas novas de salvação” (Efésios 3:6)

A Bíblia não fala em momento algum sobre os tais B’nei Noach, ao contrário, as Escrituras afirmam que um convertido que se achega ao Eterno torna-se um B’nei Avraham:

“Sabei, pois, que os que são da Fé são considerados B’nei Avraham-filhos de Abraão. Ora, tendo a Escritura previsto que D’us havia de justificar pela Fé os gentios, anunciou primeiro a Besorat a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti. De sorte que os que são da Fé são benditos com o crente Abraão.” (Gálatas 3:7 a 9)

Aqueles que insistem em aplicar estes conceitos errôneos de “leis noéticas “ e “B’nei Noach” sobre os convertidos ao Eterno, devem prestar bem atenção nas palavras de Yeshua ao repreender os fariseus, e tomarem cuidado para não cometerem o mesmo erro em pleno século XXI, para nós, judeus notzerim, a Torah Sagrada é a nossa regra de fé e prática, o que for contrário a ela deverá ser sumariamente DESCARTADO, assim, evitaremos violar a Torah conforme declarou o Messias:

“Yeshua porém lhes respondeu: Por que transgredis vós também o Mandamento do Eterno, por causa da vossa tradição?” (Mateus 15:3)




Rosh: Marlon T. Troccolli

8 comentários:

  1. OLÁ ROSH MARLON TROCCOLLI , GOSTEI MUITO DESTA MATÉRIA, COM CERTO ALÍVIO DE SABER QUE ALGUÉM ESTÁ PERCEBENDO ESSE GRAVE ERRO ENTRE OS JUDEUS QUE TEM O TESTEMUNHO DE YESHUA. ESTOU RECENTE SAÍDO DA BABILÔNIA E EM BUSCA DAS RAÍZES DO JUDAÍSMO, OUÇO E GOSTO DO PESSOAL DO JUDAÍSMO DA UNIDADE. PORÉM TEM ALGUMAS COISAS DAS QUAIS DISCORDO. MORO EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS E AINDA NÃO ENCONTREI PESSOAS AQUI QUE TENHAM O MESMO PENSAMENTO. ÉRAMOS UMA IGREJA EM MINHA CASA E O GRUPO SE DESFEZ RECENTEMENTE E EU E UMA AMIGA ESTAMOS EM BUSCA DE UM CAMINHO E PRECISANDO MUUUUUUUUUUITO DE AJUDA. GOSTARIA DE SABER O QUE VCS PENSAM SOBRE REENCARNAÇÃO OU ROTAÇÃO, OU COISA PARECIDA, E SOBRE A POSTURA DA MULHER DENTRE DESTE CONTEXTO, VCS AJUDAM POR SKYPE? OBRIGADA. SHALOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmã em São José dos Campos tem uma sinagoga messiânica chamada MCI. Ministério Consolador de Israel.
      Encontrará ajuda naquele lugar.

      Excluir
    2. Boa iniciativa, Meyre... sorte para você e todos nós...

      Excluir
    3. Tb gosto da Beit El Shama, mas está do outro lado de SP... assisto o Shabat on line de uma congregação de Vitoria-ES... www.rechovot.org.br

      Excluir
  2. OLÁ ROSH MARLON TROCCOLLI, GOSTEI DO ESCLARECIMENTO DESTE ASSUNTO POIS PENSO DE IGUAL MODO, QUE O ETERNO LHE ABENÇOE EM NOME DE YESHUA.

    ResponderExcluir
  3. Segundo minhas análises, o senhor, caro escritor, utilizou Números 15:15 fora de contexto. Basta lermos o verso anterior é o posterior. As palavras são claras, dizem respeito "ao migrante que veio morar na terra prometida". Quanto a questão messiânica, não considero que Yeshua seja o Mashiah Ben David. Pra mim está muito claro o caráter político que ele terá para Israel

    ResponderExcluir
  4. Muito bom este texto,ele mostra totalmente o contrário do que tenho aprendido até agora e vejo o quanto somos manipulados por homens tendenciosos!

    ResponderExcluir